Junho 18, 2024

Cólica na menstruação faz mulher expelir todo o revestimento do útero

0

Foto: Yuttana Jaowattana/EyeEm/Getty Images

Diagnosticada com dismenorreia membranosa, paciente sentiu intensas dores antes de colocar para fora todo o revestimento do útero

Uma mulher de 43 anos procurou uma emergência médica na cidade de Culiacán, no México, após sentir uma intensa cólica durante a menstruação. Além das dores, ela se queixava de um sangramento anormal.

Quando os médicos examinaram a paciente descobriram que todo o revestimento do útero dela, o endométrio, estava sendo expelido pelo corpo.

A menstruação dolorosa ou dismenorreia membranosa é uma condição rara que possui poucos casos documentados. Ela leva a uma intensificação anormal do sangramento no período menstrual.

Como ocorre a dismenorreia?

Os médicos que a atenderam a mexicana publicaram o caso no American Journal of Case Reports. Segundo eles, a expulsão do revestimento do útero pode ter várias causas e, nesse caso, não foi possível determinar a origem específica.

“A dismenorreia é associada ao uso de contraceptivos orais, histórico de gestações ectópicas (fora do útero, comumente nas trompas) ou de abortos e até mesmo ciclos menstruais naturais incompletos”, sinalizam os autores.

Relação do fenômeno com a menstruação

A dismenorreia membranosa é uma manifestação intensa de um processo natural do organismo. A cada ciclo menstrual a mulher possui um crescimento do endométrio e caso não haja gestação, o tecido é expulso em forma de menstruação.

Em algumas pacientes, porém, o endométrio pode ser expulso de forma completa, o que torna as dores quase insuportáveis. A dismenorreia membranosa não afeta a fertilidade.

A paciente do México, por exemplo, recebeu alta do pronto-socorro logo após a retirada do tecido e continuou com ciclos menstruais regulares.

FONTE: Metrópoles

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *